quarta-feira, 2 de setembro de 2009

As bestas e asbestos

Ha pouco tempo, minha mãe descobriu algo maravilhoso chamado Internet. Internet é uma coisa da qual ela tem acesso, debaixo do proprio teto, ha pelo menos uns nove anos, mas que ela nunca deu importância. Depois que alguém fez um endereço de e-mail pra ela, ela tomou gosto pela coisa e agora exige seu tempo no computador diariamente. Eu gosto de ver minha mãe usar a internet, mas tenho um pouco de pena quando vejo ela apanhar do computador. De repente, tem dois videos no YouTube rolando ao mesmo tempo e ela não tem idéia de como para-los, ou então, ela se mostra confusa na hora de salvar uma fotografia que eu mandei por e-mail.

Bom, mas ninguém nasce sabendo usar o computador/internet. A questão é que, ao mesmo tempo em que é bom poder contactar minha mãezinha a qualquer minuto do dia, também é um teste de paciência ler os e-mails que ela manda. Não os pessoais, esses ai eu ainda aceito bem, apesar de virem cheios de conselhos do tipo "se chover, saia com o guarda-chuva". O problema são aqueles e-mails toscos que as pessoas enviam no intuito de pegar os mais inocentes, os mais desavisados ou a minha mãe.

Uma vez ela mandou um e-mail alertando sobre uma gangue que age da seguinte maneira: lah esta você, bom cidadão, andando tranquilamente pela rua, quando escuta um barulho, uma voz tremida... um choro! Alguém pedindo socorro! Você procura pela voz chorosa e se da conta de que ela vem de um terreno escuro. Você, pobre homem, na tentativa de ajudar aquele ser que sofre e que chora, entra no terreno descuidado e... pimba! Ja era, papai! Te botaram pra dormir e, quando você finalmente acordou, estava... Sim, meus amigos: o caso dos rins e a banheira de gelo. Minha mãe me mandou esse e-mail com receio de que eu pudesse andar pelas ruas francesas e... pimba. Não, mãe. Não se preocupe, eu não vou ajudar ninguém (dessa forma). E, se é pra ter medo, eu tenho medo é de espirito e homem de gravata. Soh.

Outro dia, ela mandou um email que alertava sobre o uso de certas marcas de batom que continham chumbo. Acho que pelo tom do email, eles faziam cair o beiço. So pode. Ai pediam pras senhoras donas-de-casa repassar o e-mail pra outras inocentes como você. Ainda que eu usasse batom!

Resolvi fazer esse post depois de ter recebido o e-mail n° 6.598 que continha um .pss intitulado de "absorvente interno". Eu nunca, jamais, abro arquivo desse tipo, mas como o assunto era relacionado às mulheres, não me contive.

A apresentação tem ao fundo aquelas imagens toscas, desenhos, de mulheres sob a luz da lua, com seus longos cabelos pelo corpo e uma musica altamente funebre, assustadora! O texto:

Você sabia que certos tipos de absorvente interno usam "asbestos" (amianto)? Por que eles fazem isso? Porque asbestos fazem você sangrar mais. Se você sangra mais, logo vai precisa de mais absorventes. Meu deus, é genial!

Por que isso não vai contra a lei, visto que asbestos são tão perigosos? Porque os poderosos, com toda sua "sabedoria", não consideram os absorventes internos como produtos alimentares
(mas como não?!), não consideram ilegais ou perigosos. Pois pra mim, não ha nada mais perigoso que um absorvente interno. Aquela bolinha fofinha de algodão! Que meda!

Ai o cara fala sobre dois absorventes feitos de algodão, mas que não estão disponiveis no Brasil.
Oh! E continua: Uma mulher (uma mulher aih, sabe...) que tem seu PHD na Universidade do Colorado, Boulder, escreveu o seguinte: "Estou escrevendo isto porque as mulheres não são informadas sobre o perigo de alguns absorventes, algo que a maioria de nos utiliza. Eu estou dando aulas neste mês e eu tenho estudado muito sobre biologia e sobre mulher, ja que muitos absorventes internos são realmente perigosos (por essa razão, ao discutirmos o assunto em classe, a maioria das mulheres ficou realmente brava e revoltada com os fabricantes de absorventes), e eu mesma dedidi começar a fazer alguma coisa sobre isto". Essa foi a parte em que eu mais ri. Minha amiga, se depois de um PhD, você escreve assim, eu não quero nem imaginar como era que você escrevia antes da graduação. Tenho estudado muito sobre biologia e sobre mulher. Opa: biologia + mulher = estudo sobre absorvente. Perfeito.

Outros produtos para higiene feminina (absorventes externos) contem dioxina, porém não são tão perigosos, pois não ficam em contato direto com a vagina. Fudeu. Foi ai que eu descobri que eu não sei como usar um absorvente, porque eu costumava colocar o absorvente em contato direto com a vagina, mas agora que eles disseram que não é assim, vou tentar no furico da proxima vez. Os EUA insistem em nao divulgar o assunto. Ah, esses Estados Unidos! São todos uns fanfarrões! Nos estamos sendo manipulados pelas industrias e pelo governo! Eh, existe gente mais inocente que minha mãe.

7 comentários:

Amanda disse...

Pior que os emails ingênuos da sua mãe, são os "Lula é o diabo na terra" que meu pai insiste em me mandar. Piadinhas infames, dados estatisticos (errados), a direita cristã botando as manguinhas de fora! O ultimo foi uma carta aberta ao Renato Aragão protestando contra as doações que ele pede, pq afinal de contas os 'cidadãos de bem' pagam impostos pra sustentar essa corja de vagabundos que não querem trabalhar.
Meu pai diz que me manda esses emails so pra implicar comigo, mas desconfio que ele esta começando a concordar com o conteudo deles e não quer admitir.

Bel Butcher disse...

Lucy,
me divirto com seu blog. sempre que venho aqui, à procura de descanso mental, rio com o jeito e com o conteúdo. Mas, o que me impressiona mesmo são os título. Sempre muito bem sacados.

Por isso, te peço um favorzinho. Tô fazendo mestrado em paris e preciso de um título. Pode ser em português mesmo que eu traduzo!
:-)

Aline Mariane disse...

morri de rir!!!! Faço coleçao desses e-mails de teoria da conspiraçao, tem as coisas mais bizarras do muuundo!!! Ja recebi o tal do batom com chumbo, mas esse do absorvente interno é perfeito!!! heheheh

monique disse...

hahahahaha! olhe, pior do que esses e-mails de produtos que sua mãe manda, são as piadas (que mainha insiste em ler pra mim TODA VEZ sabendo que eu odeio!)

Geralmente acontece quando eu tô assistindo um filme. Ela fala: "essa Lucia..." Aí eu fico calada. "Muito engraçada essa piada que ela mandou...". Silêncio na sala. "Deixa eu contar, Monique". Aí pronto: eu já sei que ela vai passar um ano lendo uma piada que eu não vou rir no final! Heheiehue...

Não, não tenho blog disse...

Depois de tanto receber emails como esses e inúmeros textos do "Veríssimo" e do "Millôr", a internet causou em mim o efeito de não acreditar em absolutamente nada que ouço ou leio.
Vc é vc mesma, Luciana??
Adorei a visita! O blog é sensacional.
Um beijo,
Mariana

Mykal disse...

Olá. Fui apreciando seu blog. Fui traduzindo as suas mensagens em Inglês, e como eles a great deal. Boa sorte no futuro! - Mykal

Luci disse...

bel butcher: respondido no blog dela.

monique: "graça eh uma graça". e acredite, pior que sua mãe contando as piadas lesas, é PAINHO contando as dele. gah!

"não, não tenho blog" e mykal: obrigadissima pela visita! voltem sempre :)

Talvez

Related Posts with Thumbnails