segunda-feira, 26 de abril de 2010

Não vou de taxi - parte II

BICICLETA

Outra idéia que os governadores brasileiros tentam recuperar da França é a da implantação de estações de bicicletas alugaveis (aqui em Lyon, essas bicicletas são chamadas de Vélo'V). Bom, a idéia não é francesa, ja que o sistema ja existe em outros paises, mas Lyon foi a primeira cidade da França a implantar o projeto. Ele existe aqui desde 2005 e ta sendo cada vez mais ampliado. Ja existem mais de 300 estações, como essa da foto, espalhadas pela cidade toda. O sucesso vem de uma mistura simples: bicicletas de graça nos primeiros 30min de uso numa cidade quase totalmente plana. Pelo cartão de 24h você paga 1€, pelo de sete dias, você paga 3€ e pelo cartão anual você paga irrisorios 15€.

Em 2008, Sérgio Cabral foi à Paris e anunciou o lançamento do mesmo sistema no Rio. Depois de um ano funcionando, o sistema foi suspenso por alguns meses devido à quantidade de furtos das bicicletas. O projeto foi reiniciado mas, três dias depois, a policia encontrou um moleque com uma bicicleta furtada. "Dei um jeitinho". Infelizmente, por aqui a realidade não é muito diferente.

A quem deseja morar em Lyon por mais de seis meses, eu dou uma dica: compre sua propria bicicleta, mesmo que usada. Porque nem sempre você vai voltar pra casa e se deparar com uma vaguinha pra você depositar sua bicicleta naquela estação que fica perto da sua casa. E, caso você não a devolva, 150€ serão debitados da sua conta. E a multa é pequena: a manutenção de cada estação de Vélo'V custa aos cofres publicos 2000€ mensais.

A bicicleta aqui é o transporte mais rapido na cidade. Camilo demora os mesmos 20min pra chegar no trabalho dele seja de metrô ou seja de bicicleta e ja sabemos que somos mais rapidos em cima de uma bicicleta que dentro de um carro - aqui o trânsito é lento e vagas pra estacionamento são dificeis de encontrar. Por isso, você vê de empresario engravatado a "velhinha de respeito" andando de bike pela cidade. E pra coisa funcionar, leis rigidas são aplicadas (ou não) aos ciclistas. O pedestre tem sempre prioridade em relação à bicicleta e a bicicleta tem sempre prioridade em relação ao carro. O ciclista tem que respeitar todo e qualquer sinal de trânsito, inclusive as placas de contramão, correndo o risco de pagar multa. Um amigo quase foi multado em 90€ por andar de bicicleta sobre a linha exclusiva pra ônibus. E um policial tentou me tirar 135€ depois que eu atravessei o sinal vermelho. Numa mudança de via, o ciclista tem que estender o braço no sentido em que deseja seguir. Ele também ta proibido de usar celular enquanto pedala e de ter uma taxa de alcool superior a 0,5g/litro de sangue.

TCL (Transport en Commun Lyonnais)

Apesar de eficiente, o transporte lionês tem um terrivel problema que assombra a população: as greves. As famosas greves da TCL (empresa responsavel pelos quatro primeiros meios de transporte citados) são terrivelmente odiadas pela população. São tantas greves que as pessoas as vezes nem sabem mais o que a TCL quer. No site não informação. O recorde de locações de Vélo'V aconteceu em setembro do ano passado, no dia de uma greve da TCL: 44.843 locações. A TCL também fez greve no dia em que a delegação européia, que ia escolher a capital européia da cultura 2013, estava na cidade. Também fez greve no dia do vestibular. Como se pode imaginar, apesar de tudo, a TCL não é muito popular por aqui. Viva as Vélo'V!

7 comentários:

Helena disse...

Bicicleta é tudo! Mas é verdade que o povo não cuida, sempre leio comentários e matérias sobre a depredação das velibs em Paris. E uma observação sobre o texto: você diz que Lyon foi a primeira a ter esse sistema de empréstimo na França. Morei em Rennes em 2004 e tinha um esquema assim. Era menor, mas tinha. Ó, acabo de achar aqui na wikipedia, lá tem desde 1998: http://moda.terra.com.br/spfw/inverno/2010/noticias/0,,OI4204752-EI14581,00.html

Bisous e boas bicicletadas!

Helena disse...

Guria! Coloquei um link nada-a-ver ali, hihihih. Sei lá de onde tirei isso. O link correto é esse, ó: http://fr.wikipedia.org/wiki/Histoire_des_transports_en_commun_de_Rennes#Le_V.C3.A9lo_.C3.A0_la_carte_et_LE_v.C3.A9lo_STAR

Bisous!

luci disse...

helena: achei que tivesse mesmo um problema com o link. "SPFW"? hehehe mas que cocô! pesquisei tanto (ok, nem tanto) pra falar besteira depois. tsc tsc valeu pelo toque!

mas realmente o povo nao tem nocao de preservacao. ja que a prefeitura tomou a iniciativa de por em pratica o sistema de velov, que tal por em pratica o zelo pelas bicicletas? :/

luci disse...

eh por isso que eu prefiro minha bicicletinha. tenho ela a hora que quiser. ja peguei velov com o assento torto e nao foi legal ir ate em casa rebolando sem querer...

Bel Boucher disse...

Aqui em casa eu não tenho espaço nos meus incríveis 35 metros quadrados para guardar uma bicicleta. Então, vou de velib, como são chamadas as bicicletas. Aqui, a anuidade é mais alta: 29 euros.
Sim, tem vários problemas, mas acho que os brasileiros não deveriam desistir da idéia, apesar de que eu não me vejo pegando uma velib fazendo 40ºC na sombra, assim como não me vejo pegando fazendo 5ºC no sol...

Anônimo disse...

ô saudade de andar numa bike com guidão em forma de U e cestinha, numa rua plana e asfaltada, sem suar, com ventinho no rosto e solzinho de leve...

Thayz disse...

eu queria poder andar de bicicleta no Brasil. ´:/

Talvez

Related Posts with Thumbnails