sábado, 17 de julho de 2010

Minha casa é como coração de mãe. De mãe Joana.

Quando perguntam com quantas pessoas eu moro, eu sempre fico em duvida. Eu deveria responder que são nove (semana passada, eramos dez), mas existem os squatteurs. Originalmente, squatteur é aquele sem-teto que se apropria de um imovel vago. O termo foi ganhando outro significado e hoje é usado pra definir aquela pessoa que passa um tempo na sua casa na condição de "visita permanente". Ou pelo menos essa é a definição que melhor cabe à situação de mi casa. E adivinha quem é o mais novo squateur da casa? Pepe. Sim, aquele mesmo Pepe que vomitou meu quarto, gastou meu perfume e ensebou o meu chão de oleo. Ele vai morar o proximo mês com a gente. Semana passada, finalmente, ele veio aqui em casa pra visitar Diana. Eu tava ansiosa pra saber o que ele tinha pra dizer, mas tive que me contentar com um "não lembro de nada". Massa. Ja escondi todo o estoque de oleo da casa.

Como se não bastasse os squatteurs, ainda temos as visitas-curtas (que são chatas, mas nem tanto). Chegou em nossa casa, essa semana, uma doida, irmã do amigo de uma das meninas da casa (Sonia), que eu tou batizando de Rainha do Desconforto. A menina viu Camilo cozinhando pra oito pessoas e perguntou "você não acha que colocou tomate demais não?" Camilo disse que ia perguntar, "e você quer comer hoje?". Antes disso, eu tava imitando pra Sonia o meu andar torto depois de uma caminhada pesada nesse fim de semana. Aih a doida observa meu andar e pergunta: "você tah GRA-VI-DA?"

(...)

- Gravida do teu pai, porra.

Ok, eu não disse isso. Mas tive vontade de xingar. Sobretudo quando ela perguntou se no Brasil faz tanto calor quanto estava fazendo na França. Senhoras e senhores, essa frase pode parecer inocente pra vocês, mas por tras de toda carinha meiga e curiosa que me faz essa pergunta, se esconde um francês que acha que o sol daqui queima mais que o sol do meu pais. Não, minha senhora! Meu sol é mais bonito! Ele brilha mais! E da mais câncer de pele! Mas enfim, quando perguntam se o sol é mais forte aqui, eu respondo: "Pessoa, você ja foi à Palmas? Não? Então: dizem que o Diabo se inspirou naquilo pra criar o Inferno". Eu também não digo isso. Fica mais pro "lah eu suo tomando banho".

Depois do jantar atomatado, Camilo preparou as coisas dele pra viajar. Comentamos esses e outros atos bizarros da menina quando confessei: "assim que tu sair, eu vou fechar a porta pra doida não me alugar". Nem preciso dizer o que aconteceu, né? A menina apareceu à porta aberta com um "toc toc" rapido e ja foi entrando. Dai ficou parada no meio do quarto, olhando pra minha cara, sentou na minha cama e nem falou a que veio! Vou sair um pouco do assunto do post e explicar porque uma atitude dessas, que pra vocês pode ser muito comum/aceitavel, é mal vista aqui.

Quando dizem que francês é chato, eu entendo, mas prefiro descrever o francês como um ser discreto e reservado. Alias, muito discreto e reservado. Aqui, dificilmente (pra não dizer "nunca"), você vai ver um francês puxando assunto na fila do banco, fazendo perguntas pessoais (mesmo que ele conheça você), te tocando enquanto fala. Eles também não curtem abraços. No começo, estranhei tudo isso, mas agora ja aprendi que a forma de saudar alguém aqui não é abrindo os braços, é dando dois beijinhos.

- No aniversario de Camilo, somente eu e a mexicana o abraçamos. O melhor amigo dele apertou a mão do menino;

- Ha um mês, eu tava conversando com a namorada de um cara que mora com a gente e perguntei qual foi a ocasião em que eles se conheceram. Ela olhou pra mim espantada e disse "mas isso é uma pergunta muito pessoal!" e não-res-pon-deu. Pessoa doida, eu não perguntei como foi a primeira noite de amor de vocês. A menos que ela tivesse conhecido o cara numa orgia, eu entenderia tanto pudor (bom, uma pessoa que participa de orgias não iria se espantar com uma pergunta dessas);

- Toda vez que Sonia vem falar comigo, ela fica na porta do quarto, pergunta se esta me incomodando e soh depois entra. Não entendo tanta formalidade. Mas é assim mesmo nas conversas cotidianas: perguntas pessoais são geralmente evitadas. Por isso que eu gostei logo de cara de Diana: a primeira conversa que tivemos foi sobre nosso ciclo menstrual.

Então, entendam que quando essa menina critica a forma de Camilo cozinhar, quando ela entra no meu quarto sem permissão, isso me choca. Mas graças ao céus, existem franceses e franceses. Assunto do proximo post!

17 comentários:

Ana Duarte disse...

Luci,
Adorei seu post, morri de rir! Você conta de uma forma muito engraçada e espontânea!! kkk
Mas deixa ver se eu entendi, essa menina é mesmo francesa??
bjos :-)

Glória Maria Vieira disse...

Não, chefa! Você ainda vai fazer eu deslocar a minha mandíbula de tanto rir, porrinha! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Eu poderia fazer um comentário só de 'k', mas deixo esses que estão representando muito bem a minha gaitada básica.

Agora vamos a segunda parte do poste depois da primeira (não! UAHSUHUHSUAHUHUAHSUHA Eu quando quero ser dã, eu sou com força!):
Eu pegava o Pepe e fazia ele engolir um litro de óleo só pra ver se aquele líquido não era familiar com algum momento da vida dele... Tipo: o dia que ele vomitou seu quarto e etc. :D kkkkkkkkkk Tá! Eu não faria isso, mas certamente eu ia dizer algo como: Interessante, né?! Tão novo e já tá caducando, vey! UASHUASHUHHSAHSHHS

Certamente, essa moça dos tomates é uma Solineuza da vida, só que num estágio menos crítico da coisa. AUSHAUHSUAHSUAHSHHS
SERIA TÃO LINDO SE VOCÊ TIVESSE DITO O QUE PENSOU, CHEFA!
Ela certamente pensaria: Minha Nossa!:O A Luci é minha madrastinha! UAHSUAHSUAHSHASHSUSH Tá! Vamos dar algum crédito a criatura das neves! kkkkkkkkkkkkkkkkk (Lembrei do incrível homem das neves! AUSHAUHSUAHSHH Eu tô tão cheia de graça hoje! /suspiro)

A minha professora já me orientou, e muito, sobre essa "frieza", formalidade francesa. Acho que pra mim ia ser um Deus no acuda cortar certas atitudes "calorosos" e não só atitudes, mais falas tbm.
Eu nunca daria só um aperto de mão em você por ex, Chefa! Dava logo um abraço pra deixar vc nos "trinks"! AUSHUAHSHAUSHUAHUSHAUHSH

Glória Maria Vieira disse...

Sim, como é de praxe esqueci de dizer algo:
Você está "afrancesando", chefa! Não sei se isso é bom, mas pelo menos a parte desbocada brasileira está intacta! ASUHUHSUAHSHAUHUSHUAHSHSHAHS CONTINUE COM ELA PRA SEMPRE, viu!? Olhe lá!

Drixz disse...

Só a sua fã lota todos os comentários. hehehe

Adorei o post. Me identifiquei bastante. Não moro na França, mas trabalho com franceses desde 2006. Entendo um pouco o jeito de ser deles, mas existem coisas que me surpreendem. Por exemplo, o fato de uma colega de trabalho ter tido um ataque de riso ao me ver escovar os dentes no banheiro dos professores da escola. Detalhe, os dentes dela eram laranjas!

Mas realmente, pra uma francesa, essa mulher é doida. Outra coisa que eu gosto nesse jeito de ser é q vc pode colocar um cara inconveniênte no devido lugar só passando do "tu" para o "vous".

Glória Maria Vieira disse...

Querida Chefa! Lá vem eu novamente pra ocupar mais um dos seus comentários! ASUHAUHUSHUAHSUAHUSHAHHSAHS
Assim que ler, entre no orkut, porque eu vou deixar um depoimento pra vc ler. E não é pra aceitá-lo, viu?! Por aqui não dá, então será por lá mesmo! ;)

Mariana disse...

Luci, essa sua casa é uma fonte infindavel de posts cômicos!!! Espero que continue te inspirando pois eu morro de rir com esses causos e todas as coisas que vc pensa mas acaba não tendo coragem de dizer... Felizmente vc divide tudo isso com a gente!!!
ah, ABRAçOS!!!! hehhe

S. disse...

ele entende portugues? responde as perguntas imbecis dela com uma enxurrada deles, dos mais cabeludos e terriveis, depois friamente traduz para um educado, ah, eu quis dizer que vc está certa, babe.
Beijinhos fofos

Rita disse...

Nossa, viver é difícil, né? Não sei até onde minha paciência iria nessa situação (o retorno do vomitador, o comentário dos tomates). Mas dizem que a gente se adapta a tudo, então quem sabe... quem sabe eu aguentaria uns três dias. :-) Brincadeiras à parte, o lance é o bom e velho jogo de cintura, e parece que você manda bem. Boa sorte, aí, guria.

beijocas
Rita

mafaqueta disse...

Tenho o imenso prazer e a maior satisfação do mundo em dizer: me atualizei da sua vida (rapariga) na frança, luciola... thanram!

Mas vamos por partes:

1) Agora eu entendo o que voce quis dizer naquele email, sobre o estimulo dos teus amigos daqui de JP. Tirando eu, luis e monique de vez em quando não vi o resto da galera por aqui. A maioria dos comentários são de pessoas que vivem fora do Brasil, como voce; ou que te acharam no da lola ou sei lá o que;

Sei por exeplo que Laercio le, que Fabio le, mas nao vejo a galera comentar e fiquei medio boca tronxa =\ com isso. Porque só tu sabe o quanto tua - dentro dessa tua, a que eu conheco, pelo menos - galera é massa.E sei o quanto nosso feedback é importante.

Sei que às vezes teus emails com loucuras do youtube tambem devem gerar retorno. Mas SINCERAMENTE espero que outras mirins e amigos fanzocas teus tomem tino e venham bater aqui pra comentar. Té porque ce fez isso aqui pra que a gente pudesse ter o privilegio de manter contato cntigo e saber dessas tuas loucas e maravilhosas historicas.

mafaqueta disse...

2) Tou fazendo um curso de cinema aqui na energisa cultural. * acho que vou postar sobre isso. mas o que queria te contar é que voce ta nele comigo. o primeiro módulo é de iniciação a dramaturgia. A gente (tenta) fazer contos - que saem pra lá de cronicas, na verdade. 2.1 - parei pra pensar que muitos textos teus vao nessa vibe de recorte do cotidiano (que foi o que orlando senna nos ensinou sobre cronica); 2.2 pensei tanto em tu, que achei que poderia fazer uma escaleta de roteiro baseada na minha rapariga mor preferida, mas nao amadureci direito a ideia. e pro conto, fiz algo meu - que tá la no blog com o nome de "um conto cantado". o proximo modulo é roteiro e ai eu acho que vou acabar te fazendo aparecer no meu (:

ai, voce abre um sorriso de rapariga e acha que foi por isso que eu disse que voce ta comigo, no curso? NHÓMMMMM!

além desse dramaturgo-cineasta-escritor orlando senna, sua mulher - atriz e professora de teatro ministra o primeiro modulo para minha turma. luci, como eu queria que tu conhecesse ela. sabe aquelas pessoas doces e cheias de historia pra contar. ele ensinou quase um decada em Cuba e passou por vários cantos do brasil, atuou em filme de glauber rocha e por ai vai. havia a conhecido no festival aruanda (do audiovisual paraibano, lembra?), mas nao sabia que ela era tao massa.

deixa eu resumir, se nao isso aqui vira um post:

orlando escreve muito - vários livros. ela nao, nunca havia publicado nada, apesar do grande talento. bem, agora ela está para lançar seu primeiro livro: A menina, a guerra e as almas - que adivinha sobre o que é? Sua infancia, quando morou em CANUDOS, na baêa. foram anos depois da guerra, mas ao que parece marcou muito sua vida e a vida sa sua familia. voila: um relato historico de quem viveu, nao de quem foi lá e observa de fora.

o que isso me fez lembrar de ti: tudo, a tua loucura por historias desse tipo, que nao tao nos graaaandes livros de historia; outra mulher que se arriscou a escrever e (GRAÇAS AOS BEATLES) resolveu sortear seu livro na turma. eu, particularmente tava de olho num de orlando, sobre suas aventuras na america latina. so que quando ela falou do livro dela eu pensei" poxa, ia ser tão bacana se eu ganhasse, eu podia ler e mandar um email quilometrico para luci. ou uma carta! a rapariga ia pirar... mas ai eu nao levei o de orlando. nem o outro dele. dois meninos foram sorteados e no dela idem, outro menino. ai ela disse "é menino, nao fale o nome. quero uma menina, ve se pode, não sair nenhuma. sortei uma menina!"

depois de vários papeis tirados (vamos pela logica meninos>meninas, mayra ta bem ai no meio né meninos>mayra>meninas). nao preciso dizer, né? apesar de me chamar de "mayara", o cara que tava sorteando (que, voila, se chamava fabio) me tirou e eu fiquei comendo as orelhas, enquanto conceição senna olhava com um docura enorme pra mim e eu pensava que queria te contar isso o mais rápido possivel.

bem, foi isso. vou começar a lê-lo agora, que terminei de me atualizar com teu blog.

=}

mafaqueta disse...

ah, o ponto tres é que eu estou seguindo tres blogs que achei atraves da senhora: o de luis, pé grande (hihihihi) e o de rita e o de amanda. espero criar um blog so meu daqui a algum tempo. o mafaqueta eu e isa temos uma mania veia de falar poeticamente e so pra nós, com codigos e afins e acho que tou com vontade de soltar o verbo com toda gota, tambem. me aguarde...

(acho que tu ja sabe, né? mas eu sou doida por tu - se teve uma coisa boa em namorar antonio foi conhecer voce e a galera - e morro de saudades das tuas macaquices ao vivo, na lagoa :)

Borboletas nos Olhos disse...

Olá, faz tempo arrudeio seu blog...e gosto muito. Tem um selo pra você lá no borboletas, se você for blasè como eu gostaria de ser, não ligará a mínima, mas como sou deslumbrada tinha que vir fazer alarde, né? Bjs borboletantes

Felipe disse...

srsrsrs Ótimo post eu ri demais e também fiquei mais informado a respeito dos costumes franceses.
Até mais.

Caso me esqueçam disse...

ana: acho que ela tem familia na espanha. ou morou na espanha, sei la. porque vi camilo comentando algo sobre a espanha com ela. mas ate onde eu sei, ela eh francesa. o engracado eh que ninguem da casa gostou dela. ninguem! no dia em que ela entrou no meu quarto, eu inventei de emprestar meu pc pra ela (pra ver se ela ia embora) e ela soh devolveu ele dois dias depois. se eh francesa eu nao sei, mas eh malvada :(

glorinha: hahahaha taih! queria te ver tagarelando por aqui com um frances hehehe mas nao se preocupe. eu viro outra pessoa aqui pra entrar na onda. na minha cabeça continua tudo a merma merda, a merma putaria :D

drixz: eh, eu soh precisava ter ela pra ter comentario todo dia hehehe tou bem servida :D // "vc pode colocar um cara inconveniênte no devido lugar só passando do "'tu'" para o "'vous'" - isso ainda vai me dar muita dor de cabeça. as vezes eu trato por vous o pessoal que mora comigo e a patroa por tu. hahahaha eu bufo internamente de raiva de mim mesma. e do fela da mae que inventou essa regra.

gloria: eita, vou la agora. curiosidade eh meu sobrenome! :D

mariana: pois eh! tenho duas ou tres vezes mais chance de passar por uma situacao bizarra aqui dado o numero de gente que mora comigo. =~

s: hehehe vou tentar com o proximo mala que aparecer. porque EU SEI que vai aparecer um!

rita: pois eh. imagina voce fazendo aqueles bolos fofinhos que voce tem feito e, de repente, chega a amiga do ulisses (que voce nunca viu nem falar!) e diz "olha, voce nao acha que colocou acucar demais?", saca? eh pra deixar qualquer um com um palavrao da ponta da lingua.

Caso me esqueçam disse...

junior:

um: parabeeeeens! hehehe nossa! muita paciencia de ler tudo isso! cada vez que eu abria o email, tinha uns 50 comentarios de uma tal de mayra. hehehe bonitinho! =*

dois: pois eh, fia. ainda bem que conheci muito blog bom, feito por muita gente boa que decide aparecer por aqui. do contrario, eu teria sempre a impressao de estar escrevendo pra ninguem. antes eu ficava meio chateada, mas eh como a rita disse aih acima: a gente se adapta a tudo.

tres: porra! que massa! nao esperava que o final da historia fosse ser um final feliz! mayra ganhou o livro! :D leia e me mande todaaas as suas impressoes. todas elas. sei que contigo vai haver sempre feedback. tou esperando! e outra, eh engracado que uma vez fizeram uma peça de teatro (aquela companhia de andre cabral e tal) e o nome do meu blog - do antigo - tava no folheto, como se tivesse sido referencia pra alguma coisa. achei legal, sei la... :)

quatro: o blog de luis existe ha seculos. sou fa de carteirinha. o bicho desenha bem, compoe lindamente e ainda escreve bem, o filho da puta! tem uns contos antigos muito bons! e o da rita e o da amanda tao entre meus preferidos, disparados. nunca abri os blogs pra encontrar post ruim. boa escolha!

borboletas: eu nao sei o que sou, soh sei que gostei muito do selo! muito legal! brigada mesmo! ter uma borboleta rondando meu blog eh sinal de algo bom, nao? :)

felipe: entao aguarde o proximo post, porque vem mais informacao sobre os franceses (ou minha visao sobre eles). brigada pela visita e pelo comentario :)

Glória Maria Vieira disse...

Mas chefa, tu acha que eu conseguiria? AUSHAUHSHSUAHAUHSH Admito que eu tenho uma capacidade dos deuses, CONTUDO, diminuiria e muito minhas potocagens. Ou aumentaria para umas trocentas horas o que eu conversaria em meia-hora hora? kkkkkkkkkkkkkkkk Tenso!¬¬
E como disse no depo: TEMOS MAIS ESSE BABADO EM COMUM EM NOSSAS SAIAS! \o/\o/ Unidas pelos babados! kkkkkkkkkkkkkkkkkk TÁ! Eu faço uma festa de tudo! ¬¬ AUYSAUSAHSHUAHSAHS

E finalizando: OBRIGADÍSSIMA PELA MORALZINHA! kkkkkkkkkkkkk =)
Desculpa aê, amigos da rede inesquecível, caso me esqueçam! /hihi =*

Caso me esqueçam disse...

por isso que eu gosto de tu. juizo: passou longe!

Talvez

Related Posts with Thumbnails