segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Canil doce canil

1. Essa semana, um amigo de um roommate foi dormir no subsolo (onde dormem todas as visitas) e acordou com pulgas. Pulgas, minha gente! Eh inacreditavel, ainda mais pelo fato de que, até ontem, nao tinhamos cachorro. Mas enquanto escrevia esse paragrafo, lembrei que Diana, antes de ir embora pro México, fez uma viagem com seus pais pela Europa. Quando voltou, ela disse que pegou pulgas na Grécia na casa de um couchsurfer que tinha dois cachorros. Diana dormiu no subsolo durante alguns dias antes de partir. Voila! Mistério resolvido. Agora temos pulguinhas gregas no subsolo. 

2. Mainha sempre foi a responsavel pelo nosso corte de cabelo desde que éramos pequenos. Nada muito elaborado, mas era a unica pessoa que nao me fazia chorar quando colocava uma tesoura no meu cabelo. Hoje, longe dela, decidi com grande falta de juizo confiança em Camilo, passar a tesoura para ele me livrar das minhas pontas quadruplas. Um comentario dele define o resultado: "mas é claro que ficou torto: eu me baseei na parte da frente que, quando jogada pra tras..." Eu parei de escutar no "torto". 

3. Ontem, voltamos a ser dez moradores nessa casa: chegaram mais dois casais que nao conheciamos. Um deles tem o supracitado cachorro, coisa mais fofinha do mundo, sobretudo porque ele soh tem quatro meses de vida. Vocês nao imaginam o quanto eu tou feliz!  Esse ano foi o unico em que nao tive um cachorro. O nome dele é Sashak (ou é ela?). Vou abraça-lo e ama-lo e pegar muitas pulguinhas (gregas e francesas) com ele. Ou passar as minhas, o que vier primeiro.

4. Pra coordenar a comida pra essa legiao, temos uma folha com os dias da semana afixada no armario da cozinha onde cada pessoa se inscreve pra cozinhar - afinal, todo mundo quer comer, mas ninguém quer fazer a comida. Desde que moro aqui, tive estado à sombra de Camilo e Diana no preparo da comida, me limitando apenas a cortar e picar as verduras. Motivo: medo de decepcionar as pessoas com meu tempero. Afinal, eu nao sou bem como Camilo, que cozinha pas mal. Ele é uma mistura de MacGyver com Jesus Cristo: se você der meia beringela a ele e uma cebola, ele serve comida pra um batalhao. Mas desde que eu me lancei na cozinha (duas vezes), tenho recebido elogios (dois). E, como elogios sao bastante estimulantes, amanha vou fazer um strogonoff de carne que minha mae fazia. Flambado e tudo mais. Espero que saiamos ilesos dessa experiência. 

15 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Obrigada, querida, muito obrigada por ter me lembrado que, além do macro, existe a vida cotidiana com seu riso e encanto. Torço pra que a carninha delícia não provoque o caos incendiário na cozinha. Bjs menos lacrimosos

Leleca disse...

Semana passada eu fui tirar uma sujeirinha da minha camiseta branca e ela pulou. Tou aqui torcendo pra ela ser filha única.

Ashen Lady disse...

Aqui em casa quem cozinha mais é o marido, mas eu gosto também de fazer umas comidinhas.
Mas eu teria um ataque se tivesse que cozinhar pra tanta gente, quando meus pais, ou meus irmãos vêm almoçar aqui eu já fico achando que cinco quilos de arroz não vai dar, e que tem que fazer toneladas de salada, e no final sobra aquela montanha de comida, que tem que requentar a semana inteira.
Mas força aí no strogonoff, que até fiquei com vontade de comer.

Mariana disse...

Luci!!! encara um cabelereiro francês!!! eles são bons pra cacete! so não esquece de dizer e enfatizar que não quer cortar quase nada, ta? eles também tendem a ter a mão leve!!

So mais uma: strogonoff flambado??? quelle originalité!!! posta a receita e a foto pra galera!!!
bjus!!!

Rita disse...

É para esperar o próximo post ou já podemos acionar os bombeiros franceses? Qual é o endereço aí mesmo?

Bj,
Rita

Bel Boucher disse...

Mari,
diz aê qual é o seu cabeleireiro? Ainda não tive sorte com eles e vc tem o mesmo "problema" que eu: os cachinhos.

Luci,
deu vontade de comer strogonoff (um, com champignon francês vai ficar un truc de fou, ou como um dos personagens do Jô dizia, "chose de loque!")...

mas cuidado! tem algum polonês na casa? ele pode se ofender.

Nira disse...

kkkk.Imagino essa comida, rsrsrs

Yuska disse...

acho que meu cabelo vai crescer muuuito por aqui.... o marido quer pegar a pinça pra "ajudar" (imagina ele)com a minha tortura de faze-la e eu nao deixo, imagina o cabelo?!?! Ato de coragem, amor e insanidade :X ops, falei demais

meu dotes culinarios tambem estao sendo pouco a pouco elogiados, meu grande problema eh o sal. ele pula da minha mao para a comida de um jeito.....

bjs

Glória Maria Vieira disse...

1. Nada mal, ein Chefa?! Agora você arrumou pulga pra se coçar. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

2. Camilão todo trabalhado no corte, né?! Agora mais trabalhada ainda é você que deixou ele fazer ARTE no seu cabelo, Chefa! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

3. Lá em casa tem um viadinho (cachorro) que eu simplesemente detesto. AUHUHSUAHSUHAUHSAUHUSHUSHASUH Eu acho animal super fofo e dignos de cuidados, mas não sou chegada em "criar", cuidar... TER.
Só gosto de tirar foto, passar a mão e olhe lá. Vai depender da pecinha, né?! UAHSUHAUHSUAHSUHAHS Mas que ÓTIMO que chegou um "au, au" pra preencher o lado ANIMAL, né amor?! UAHSUHUSHUAHSUAHHU

4. Olha só pra minha Chefa, rapaz. Cozinhando e se amostrando mesmo na cozinha. UAHSUAHSHAHSUAHSUHAUSHHAS Guarde minha parte juntamente com o pedaço do gâteau, viu?!u.u

Mariana disse...

Putz Bel, ja tentei vario cabelereiros diferentes, sabe? todos tinham o mesmo defeito: cortar mais do que o desejado! mas analisando os pros e contras, o melhor que ja fui foi no 5ème, no salão MOD'S HAIR. o preço é mesmo de outras redes e o atendimento é bem bom. Cortei com duas pessoas diferentes e o resultado foi igualmente bom... mas so depois de chegar em casa, lavar o cabelo e desfazer o penteado maluco que eles adoram fazer por aqui! mas tem algo no corte daqui, no tipo de tesoura e no repicado, sei la, que é inimitavel... meio como a cuisine e a couture françaises! hehhe
vou experimentar outro em breve e te falo se foi bom!!!
bjus!!

Caso me esqueçam disse...

xarah : se voce soubesse o quanto comentarios SINCEROS desse tipo me deixam feliz… acho massa ! ja disse isso e vou dizer mil vezes : muito obrigada ! que bom que esse post serviu pra algo util ☺

leleca : hahahaha sempre quis que as sujeiras daqui pulassem pra fora da casa. nesse caso, dispenso !

ashen : antes eu era assim ate me dar conta de que, bom, quem quiser comer bem ou reclamar, que vah pra cozinha. tou mais zen...

mariana : deus me livre ! olha, se meu cabelo fosse complicado, eu ate que arriscaria, mas nao faz o menor sentido pagar 30 euros pra um desconhecido fazer o que Camilo pode fazer. alias, o que ate eu posso fazer hehehe do lado de fora dessa cabeça nao tem nada complicado, soh dentro mesmo…

rita : 589, rue du bon père 69007 ! :D

bel : voei lindo nessa parada do polones. se trata de que ?

nira : pior eu que nem imagino ! hahaha

yuska : tua comida entao nao séria problema por mim, adoro sal ! (olha eu me convidando pra um jantar na sua casa) hihihi

glorita : soh faltou dizer que eu fiquei com uma pulga atras da orelha hehehe mas como assim tu nao gosta de ter cachorro ? nossa, tou passada, tu tem a maior cara de quem se entende com os animais :D

Bel Boucher disse...

Dizem que strogonoff é um prato polonês. E que eles não colocam creme de leite (e nem catchup como é o caso de alguns cozinheiros que conheço).

Mi disse...

Bacana o texto, mas é "voltamos a sermos" ou "voltamos a ser"?

Caso me esqueçam disse...

bel: ah, sim! hihihi minha mae usa ketchup hehehehe

mi: agora que você falou, acho que é "voltamos a ser", mas nao sei... vou perguntar a um amigo!

Caso me esqueçam disse...

mi: o certo é mesmo "voltamos a ser". obrigada pelo toque!

Talvez

Related Posts with Thumbnails