quarta-feira, 3 de novembro de 2010

O desabafo de uma nounou

Concentrei sabiamente todas as minhas aulas na faculdade entre a segunda e a quarta-feira pra poder trabalhar com o guri na quinta e na sexta: deu certo. Mas houve uma reviravolta na minha vida profissional (pia!): eu tou adorando a mae e detestando o guri!  

Ja faz um mês que eu voltei a trabalhar com ele e... quanta tristeza. Ele tem so 18 meses, mas a vida desse menino ja pode ser dividida em "antes da irma" e "depois da irma". Vou chamar a irma de Creuza, beleza? Pois bem, minha gente, Creuza é um ser humano de apenas um mês de vida e alguns centimetros de comprimento, mas transformou a vida do guri num inferninho. E, por tabela, a minha também.

Antes de Creuza: o guri era bem disposto e saudavel. Levava altas quedas (hihi) e levantava do chao sorrindo - meio torto, mas sorrindo. Ele obedecia. Almoçava sem problemas e dormia tranquilamente. Eu até arriscaria dizer que ele cagava cheiroso. 

Depois de Creuza: ele chora por tu-do. Se a gente nao faz o que ele quer, ele se joga no chao e bate os pés. Pede pra ir pro braço a toda hora, se recusa a comer. E olha, se tivesse um top 5 com "as coisas que eu mais odeio na vida", "criança mimada" soh perderia pra "gente machista". Nossa, como eu-nao-suporto! Quando vejo uma criança chorando por frescura e a mae* tentando controla-la, prometendo coisas e fazendo "mimimi, meu bebezinho", eu tenho vontade de voar no pescoço da mae e... mata-la. Lentamente. 

Meu nome é odio no coraçao. Beijos. 

Entao, imaginem quao duro foi o golpe de reencontrar meu gurizinho mimado. Quando ele cai, ele berra e diz "bobô, bobô", o que, na linguagem dele, quer dizer "puta que pariu, me fudi, vou perder a mao, me ajuda, tah gangrenando". Aih, olho bem séria pra cara dele, dou uma olhada na mao (ignorar é pior) e digo "Guri, vai brincar, vai...". Ele vê que nao deu certo, muda de expressao e continua a brincar. Antes, ainda, ele me dava a mao pra beijar (mesmo que ele tivesse machucado o joelho). A mae explicou que foi a sogra que o ensinou a fazer isso. Mas a raiz do problema nao é a sogra. Eh tu, Creuza!

Estavamos os dois no parque (lembrando que eu nao tomo conta da guria, somente dele) quando ele pediu pra ir pros meus braços. Me agachei, expliquei a ele que ele ja sabia andar, que ele estava grandinho e pesado, e somente Creuza poderia ficar no braço. Senti que fiz merda. Mesmo achando que ele nao entendeu bulhufas do que eu falei, colocar o nome da irma naquela situacao, soh poderia piorar tudo. Nao quero que ele relacione o fato de nao poder ir pro braço à irma. 

Uma semana depois, fomos todos juntos (mae, filha, filho e baba) à Prefeitura. Guri se recusou TERMINANTEMENTE à ficar no carrinho. Chorou, esperneou, gritou e ficou roxo. Foi preciso eu E a mae pra coloca-lo no carrinho. Credo, nunca vi aquilo. Mas sei que vou ver de novo. 

Em compensaçao, minha relaçao com a mae tem melhorado bastante. Parece que depois do segundo filho ela entendeu que nao precisa competir com a pobre da baba pela atençao dos filhos. Ela pergunta mais sobre minha vida e eu tenho muita vontade de falar, entao... Acho que isso ajudou a confiarmos um pouco mais na outra. Mas nao vou me estender muito nesse paragrafo pelo medo de quebrar a cara amanha. 

E se alguém tiver algum conselho melhor que "matar a mae lentamente", pra casos de crianças mimadas, sou toda ouvidos.

*Falei "mae", mas pode ser o pai, a irma, a tia, ou seja, quem for responsavel pela criatura.

12 comentários:

Rita disse...

Oi, Luciana

Olha, certamente ele está com ciúmes, mas isso é tão óbvio que eu nem devia mencionar, ne.

Bom, o Arthur teve sua crise com a chegada da irmã - parou de dormir, olha que meigo. E a saída foi um misto de carinho, paciência e firmeza. Ele testou até onde podia, até perceber que estava perdendo tempo. É uma longa história, mas é absolutamente previsível que ele surtasse um pouco com a chegada da irmã. Acho que é isso que está acontecendo e o tempo da "crise" vai depender da atitude dos adultos que lidam com ele. É preciso deixar evidente que ele não precisa competir com a irmã e estimular o carinho entre os dois. Ai, você não imagina como é fácil falar daqui, da posição de quem já passou por isso, hahaha. Good luck, dear.

Rita

Glória Maria Vieira disse...

DEIXE DE CALMA, CHEFA! AUHSAUHSUAHS

Sério... Eu não sou mãe, mas como babá que fui do meu irmão e dos meus priminhos (ow que saudade!), eu só digo uma coisa: PACIÊNCIA!:/
Procure sempre ser firme quando falar com ele, mas tbm deixar claro que ele é uma criança amada... :~

Mari Biddle disse...

Rita e Glorinha já disseram tudo então eu só quero me solidarizar com vc e deixar aqui o meu relato.

Eu tenho um bb de 2 anos e 8 meses que faz tudinho descrito por ti ai acima. E não temos Creuza na parada. Ponto.


bjkas

Borboletas nos Olhos disse...

Como as doces Glória,Mari e Rita já deram bons conselhos eu só posso dizer: mata rápido pra não perder tempo com isso.
Beijos e, pra variar, dizer que adoro vir aqui e ver o mundo de um jeito muito, muito divertido. "Meu nome é ódio no coração" foi brilhante.

PS. Acabei de ler seu comentário lá no borboletas. Você entendeu e-xa-ta-men-te. Não há nada, nada, nada nem parecido com poder amar assim. Mais beijos...

Amanda disse...

Ai, Luci, que chato isso, né? Tadinho do pequeno (e de você tbm!). Tenta conversar com ele, as crianças prestam muita atenção no que temos a dizer. Diz que ele é o irmão mais velho, tenta dar uma responsabilidade pra ele, sei la, pra ele sentir que tbm faz parte da mudança. Tomara que seja so uma fase chata e rapida!

Helena disse...

Puxa, que situaçã, Luci! Acho que ele tá "regredindo" porque quer voltar a ser o centro do mundo que ele era antes da Creuza chegar. Eu não entendo bulhufas de crianças, mas já ouvi um papo de que, nesses casos, tem que mostrar que a chegada da irmã foi um "presente" para ele, que é ele quem saiu ganhando, sacou? :D
Beijos e boa sorte!!

S. disse...

ciume, ciuminho, ciumão, esse bebe é um bobão. rsrsrrssrr

Ana disse...

Hihihi, ta lascada viu! Menino tentando desesperadamete retormar a atencao que perdeu com a chegada da segunda encrenca, tem cura , nao, sorry!
bjo

Nira disse...

Ai não. Criança mimada é uó do uó!@!!!!!

Mariana disse...

ai que raiva! meu comentario foi comido pelo blogger!!! grrrr...
depois volto aqui e reescrevo! grrr!

isabela disse...

"CREUZA" hahahahahahaha

Mayra disse...

Olha eu estou só esperando que voce escreva um post sobre essa babaquice de uma galera do sul/sudeste com os nordestinos, porque dilma ganhou de lavada aqui

te mandei uns links, caso voce ainda nao tenha visto (o que eu duvido)

beijor, rapariga querida! ;**

Talvez

Related Posts with Thumbnails