sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Vê vê vê de vingança

Um ano e meio como babá e, graças aos santos anjos do Senhor, ou nao, os guris nunca ficaram doentes. O maximo que eu enfrento é um cocô liquefeito ali, uma tosse de cachorro acolá ou um nariz escorrendo aqui e acolá. E alias, Miss Tolete e Mister Catarro. Mas ontem, quando fui buscar meus anjinhos na creche, uma crechete (qual o nome dado às mulheres que trabalham na creche? Professora? Tia? Mulher da creche?) me disse que o guri havia tido 39,3° graus de febre. 

Ele realmente parecia cansado e, quando ele disse no parque que queria voltar pra casa, antes mesmo de descer do carrinho, tive certeza de que algo nao ia bem. Chegando em casa, preparei o banho deles. Depois de cinco minutos dentro da banheira, ele subitamente começa a chorar, gritar e tremer. Enfase no tremer. O pirralho tremia tanto que ocupava todos os espaços do banheiro ao mesmo tempo. Entao, o resgatei, coloquei cueca, calça grossa, duas blusas, meias e ainda enfiei o menino numa manta grossa, soh deixei de fora os cilios dele. E ainda assim, ele ainda reclamava do frio. 

Fiquei com tanta pena do bichinho, Amanda, que tudo o que ele pedia, eu fazia. Coloquei o DVD preferido dele e ainda servi o jantar no sofa. Ele tomou a sopa, mas recusou parte do arroz, entao, passamos pro iogurte. Na terceira colherada, o presente: uma vigorosa vomitada verde. Quando eu era pequena, eu tinha medo de morrer sufocada enquanto vomitava, entao, entre um arroz e outro que saia pelo nariz, eu fazia o maior escândalo pra que alguém viesse supervisionar evitar minha morte. Eh, eu sou dramatica desde pequenininha. Por isso, me choquei com o ar blasé do menino enquanto  ele vomitava. Ele nem se mexeu. Eu, no entanto, parecia uma galinha cafeinada no meio da sala. Enquanto o primeiro jato voava pelo ar, "Luciana, porra, pensa rapido em algo que possa minimizar o estrago!"


Corri pra cozinha, peguei uma Tupperware, meio quilo de papel-toalha, voltei e, quando coloquei o recipiente debaixo do queixo do guri, caiu uma gotinha de sopa. 

- Calma, guri, nao se mexe! 
- ...
- Ai, meu deus, vai ficar tudo bem, pequeno!
- ...
- Calma, CALMA! VAI FICAR TUDO BEM!
- Tirem esta mulher louca da minha sala. 

Vocês se lembram do "cueca, calça grossa, duas blusas, meias, manta grossa"? Pronto. Juntem a isso a capa do sofa: ficou tudo verdinho. Tudo bem, Luci, você soh tem que passar uma aguinha em tuuudo isso. E o que importa se você acabou de dar banho nele? Enquanto, limpava o guri no banheiro, notei o silêncio de Crazy Creuza e lembrei das sabias palavras da minha mae: criança em silêncio ta fazendo coisa errada. Fui dar uma checada na sala e encontrei a menina com o pote de iogurte na mao e o conteudo dele na cabeça. Xampu de Activia, meu povo. Ah, ela também batizou o pijama e o tapete.

Estou tao despreparada pra imprevistos como esses, que quando fui tirar a temperatura do menino, colocando o termômetro debaixo do braço dele, ele disse "nao é assim!". Daih ele tomou de mim o termômetro e o enfiou na bunda. Fiquei chocada com o nivel de instruçao do menino de dois anos e meio. "Meu deus, quanta humilhaçao. Talvez o dia de amanha seja melhor". 

O dia de amanha:

Chego pra trabalhar e encontro, pela primeira vez, as crianças ainda dormindo. Mae: "Crazy ta dormindo na minha cama. Eu coloquei travesseiros ao lado dela, mas assim que você escutar algo, corra pra que ela nao caia da cama". Ela vai embora, a casa mergulha no silêncio que é rompido, 30min depois, por um POC ôco que, por sua vez, é seguido de um UUEEENNNNNN agudo. Bela maneira de começar o dia pra ambas.



19 comentários:

Débs disse...

você deveria ser comediante, hahahhahaha , eu morro de rir aqui. Eu sou au pair e aqui pro meu azar as gurias vivem doentes, a sorte é que eu nunca tenho que enfiar o termometro, acho bemmmmm constragedor também :s

Tina Lopes disse...

Nem sei por onde começar, hahahaah, que horror! Mas olha, febre alta não pode encher de roupa, pelo contrário! Já que vc não tem remédio à mão, tem que dar banho morno (eu sei q ele tinha saído do banho), colocar pano embebido em água na testa, na nuca, nos sovaquinhos e nos pezinhos que baixa rápido que é uma beleza, principalmente se puder colocar álcool também. Com álcool baixa rapidinho. Daí tem que monitorar, não pode deixar chegar perto de 40 graus sem orientação médica! A criança pode ter uma convulsão, é super perigoso. Passou de 39, liga pra mãe tomar providência, sério. =***

Marina Trota disse...

Eu acho muito engraçado a maneira que você escreve! Dou muita risada! Eu também já cuidei de crianças e essas situações aconteciam sempre! Você vai aprendendo... bjs

Mariana disse...

Elêlêlê Luci!!! Viva o inverno não é mesmo??? Aqui também ja teve febre, tosse e vômitos efusivos para celebrar a chegada do frio!!!
O negocio é manter a calma e segurar a sua propria ânsia de vômito... So duas coisas: cuidado com a febre e os trimiliques: se a criança estiver com a temperatura alta, é pior enchê-la de roupas! Ela deve pelo contrario, ficar o mais pelada possivel... e esse negocio do termômetro anal... putz! Ele realmente é mais preciso mas da tanto trabalho coloca-lo em seu devido orificio que eu desisti e comecei a usar o modelo oral mesmo!
Eu aqui estou na batalha para ensinar a Sofia a assoar o nariz... e não esta facil! Ossos do oficio ma chère Luci!!! bjus!!!

Rosa Lopes disse...

Como assim a mãe dessas crianças nunca deixou instruções pra essas horas com vc? Eu queria dizer que ela é doida, mas pensando melhor deu foi inveja da tranquilidade dela.

Luci, leite nessa situação é ruim mesmo que seja iogurte ou queijo, estimula mais secreção e vômito.

Conversa com a mãe dessas crianças, nem tudo é vírus como nem tudo é só vírus.

Bj

Por que você faz poema? disse...

Que caos,
isso me fez lembrar porque não tenho filhos: para não ter que contratar babás.

Glória Maria Vieira disse...

Ai, Chefa!
Tadinho do guri. Morrendo de dó dele. =/
Se servir de consolo: eu também sou assim. Quando Teteu, meu priminho, ficou doentinho pela primeira vez, eu chorei tanto, mas tanto nesse mundo. Era só uma febre seguida de uma catarrada bem reforçada e tal, mas o fato é que ele chorava e ficava todo dengosinho e também... Ficou com um pouco de falta de ar. Olha! Só sei que eu não sei lidar com essas coisas até hoje.
Quando vejo ele, ou Mariana, irmãzinha dele, doentinhos, mesmo que seja só um resfriado, eu fico pra morrer e numa preocupação do mundo todo. Nunca sei o que fazer e fico assim... Uma barata tonta. AUHAUHSUAHSUAHSUHAUSHAS

Calma, viu?! Relaxe que é normal e, como tudo na vida, vai passar e você vai aprender aos poucos...

Ramon Porto disse...

Opa Luci,
(pois é, o estranho se achando o íntimo)
sou novato na blogosfera, acompanho seus textos faz pouco tempo, conheci seu blog através da Glória.
Acho seus textos bem divertidos e viciantes. Seguem as batatinhas Ruffles "é impossivel ler um post só".
Pena que o vício surgiu bem na minha semana de provas, rsrs
Mas não se preocupe quanto aos meus resultados, consegui esperar um pouco e fiz meu blog nos últimos dias, quando faltava so uma prova.
até mais, abraço

Flávia R. disse...

Cara, leio seu blog há tempos e sempre me divirto. Parei de lê-lo há um mês por ter começado um período de experiência em um novo emprego (vida nova, hábitos novos, menos divagação no computador, mais trabalho). Maaaas, como ainda não tenho muito o que fazer aqui, para evitar o coma profundo, vim dar uma olhadinha no que estava rolando contigo, com guri e Crazy Creuza e tive uma crise de riso ridícula, com direito às pessoas me olhando estranhamente. Não está sendo fácil.

Drixz disse...

A-do-ro começar o dia rindo da sua cara, Luci! Mas só para ser um pouco menos sacana, veja pelo lado bom, as crianças estão bem. :)

Fatima Valeria disse...

Isso é um filme de terror, com cenas simultanêas e ataques massivos e escatológicos, sei q as crianças estão bem , graças a Deus e que vc tem boas amigas que te dão conselhos legais para tratar das delas, caso isso ocorra novamente, mas... e vc como está???? Fiquei preocupada, esse episódio foi forte...rsrsr
Ainda bem q vc tem bom humor rsrsr

Elaine disse...

Sensacional esse post! sem palavras.

Shuzy disse...

Eu ainda tô rindo do PÓC no final!
=*D

É sempre tão alegre aqui... hehe

Somnia Carvalho disse...

Aiiii Luci Luci!!!

outro dia alguem curtiu seu post no face e eu vim para aqui... morri de rir! amei o post! era sobre... sobre... sobre o que mesmo? hihi... brincadeirinha...
sobre a balança! quer dizer esteira!

ai fui comentar e nada! nao entrava! e desisti!

sobre o episodio verde eu me vi na situacao! tantas vezes o angelo no inverno ficava assim e era tudo literalmente uma merda! rs...

a sua sorte amiga e que voce pode falar tudo isso por aqui! eu nao podia reclamar dos vomitos, das diarreias porque a familia tava toda vidrada nas noticias! imagina eu dizer que a garota fez coco e comeu? rs...

sua vida nao e facil hem? mas pelo menasss voce tem a gente para morrer de rir com voce!

Wilqui Dias disse...

Lu...saudades....passei pra deixar uma xeroca bem grandona...ambas andamos sumida...mas CASO ME ESQUECA...eu venho aqui lhe dar um xeru viu? vi que vc me enviou um convite no fb..aceitei viu? mande noticias do lado de lá diz quem fica. rsss xeruuuuuu

Cientista Mae Mulher disse...

Oi Lu,
cheguei aki nem sei como. Mas ja favoritei. Morri de rir. vc é otima!!!

Ana Pe disse...

Na sua situação já teria surtado!
O meu lado materno não vingou. Só sirvo mesmo na hora da bagunça!

Anônimo disse...

que falta me faz as tuas palavras, pelo menos faz-me sorrir!
beijinho

Anônimo disse...

Já desesperancei de encontrar um novo post aqui :( mágoa pura!

mesmo assim, beijo: germana

Talvez

Related Posts with Thumbnails