quinta-feira, 19 de agosto de 2010

03. Do que é diferente - Kebab


Uma das comidas mais populares aqui na França é o Kebab (no Brasil, conhecido como churrasco grego. Quer dizer, em algumas partes do Brasil, ja que eu jamais ouvi falar em churrasco grego na minha vida). Curiosamente e, como o nome sugere, o Kebab nao é uma comida francesa, mas de origem arabe. E, como os arabes andam aos montes por aqui, a comida se tornou popular (existindo, inclusive, em muitos outros paises europeus). O prato, originalmente, era comida dos reis persas. Os iranianos soh consumiam uma vez ao ano. Na França atual virou fast-food e todo mundo consome, do francês do nariz mais arrebitado à brasileira mais faminta.

Grosseiramente falando, Kebab é um pao com carne, salada e molho que pode vir acompanhado de fritas. Notou alguma semelhança com o que você ja comeu no Brasil? O Kebab é um troço enorme, que mata a fome de qualquer elefante por preços que variam entre 4€ e 7€ o menu (kebab + fritas + refrigerante). A carne (de boi, cabra, carneiro, cordeiro ou frango) é preparada na vertical, num espeto que fica girando proximo a uma grelha. Depois, pequenos pedaços sao retirados com facas enormes - ou eletricas, que garantem fatias mais fininhas.


Os molhos sao o que me fazem notar a diferença entre um hamburguer brasileiro e um Kebab. Curry, tartare, picante, branco e por aih vai. Todos uma delicia! Peço sempre o branco, porque um dia pedi um picante (sem saber do que se tratava, claro) e passei 20 min com a sensaçao de estar mastigando um pedaço de brasa. Em cada esquina do Brasil tem um lugar onde se vende coxinha, pastel, hamburguer e pizza a preços acessiveis. Na França, se você esta fora de casa, tem fome e pouco dinheiro, o Kebab é a unica solucao. Os menus nos restaurantes nao custam menos de 8€. E se você tem pressa... O melhor sao os nomes que qualificam os diferentes tipos de Kebab e molhos. Senjeh, Bareh, Koobideh. Nao é a toa que eu sempre deixo Camilo fazer o pedido: pedir comida arabe com sotaque francês nem sempre é obvio.

11 comentários:

Helena disse...

O kebab é realmente a salvação dos famintos sem dinheiro. No Brasil, eu vi kebab em Foz do Iguaçu! É que lá tem uma comunidade árabe grande, também vi muitas mulheres de véu, épiceries com nomes árabes e um cabeleireiro chamado Mohammed :D

Ashen Lady disse...

Churras grego? Tem de monte aqui no centro de SP, mas e a coragem de encarar? Sério, não conheço ninguém que tenha comido, nem meu marido que adora um boteco podrinho. É quase um desafio entre meus amigos, quem vai ter coragem de um dia encarar um churrasco grego.
Mas tem sempre uma fila de corajosos nos lugares que vende esse lanche, afinal é barato e ainda leva de graça um copinho de suco amarelo.

S. disse...

Deu fome. nhanham.

Renata disse...

Em SP tem muito mesmo..Quantas vezes voltando da night ou balada (hehehe) parava pra encarar um grego com um copinho de tang...Só que lá não tem a variedade de sabores que encontrei aqui em Paris...E realmente, o daqui dá pra alimentar um elefante....

Sempre leio seu blog, mas primeira vez que comento. Adoro seu jeito despachado...Dou muita risada com o que escreve...

Simone disse...

Eu nunca tive coragem de comer grego em SP, mas também pelo que eu via nao me lembra em nada a maravilha que é o kebab na Europa. Aqui basicamente é a carne no pão. Na Europa tem molhos, salada, queijo, carne. hummmm delicia, o salvador da fome que bate no fim da balada, super barato e enche mesmo.

O melhor kebab que eu já comi, ficava na esquina da minha casa lá na Holanda, depois de um tempo eu perdi até a vergonha de entrar lá sozinha com aquele monte de arabes te comendo com os olhos.

beijos

Glória Maria Vieira disse...

Ai chefa! Nunca comi um Kebab. Aliás, nem sabia que existia esse troço irmão quase gêmeo do Hambúrguer. AUHSUAHSUAHSHASH MAS aparenta ser bem suculento e do jeito que sou esfomeada, um desses daria pra tapar todos os buracos dos dentes possíves. UAHSUAHSUHAUHSHSAHSH

Márcia disse...

Já vi aqui em Brasília mas meu estômago é fraquinho pra essas comidas punk, então nunca tive coragem de experimentar ...

Amanda disse...

Confesso que eu tbm ainda não encarei um kebab não... Ja disse que eu era muito chata pra comer, ja melhorei muito, mas não a ponto de comer um kebab! Ia passar mal na certa e morrer de nojinho das gorduras da carne! Que alias não é de "boi, cabra, carneiro, cordeiro OU frango", geralmente é de tudo isso junto! Sempre peço um panini, hihihihi!

Nathalie Ouchi disse...

Olha... pode não ser muito popular não, e nem igual aos Kebabs de fora. Mas tem Kebab no Brasil sim. E jpa vi em diversas cidades. Curitiba, foz, sp e até mesmo no paraguaizinho de camboriú. hehehe
E é Kebab mesmo, não é churrasco de grego que nem em sampa.

Ana Pe disse...

Luci, cadê você?! Eu vim aqui só pra te ler!!!!

Beijos,

pricilla disse...

Nao posso dar minha opnião pq alem de não comer carne, odeio o cheiro do kebab. Mas cuidado, pois muitos locais onde vendem Kebab aqui em Paris foram fechados pq a carne era clandestina, não tinha origem e muito menos se sabia de que animal era...

Talvez

Related Posts with Thumbnails