sábado, 10 de outubro de 2009

PARIS - por Amanda Lourenço

Tenho a honra (finalmente eu tenho alguma honra...) de receber o post que abre nosso querido amigo-secreto-geek! A autora, ou melhor, a pessoa que me tirou foi a senhorita, ou melhor, senhora, Amanda Lourenço, que escreve o Petit Journal de la Porte Dorée. Lembrando que o tema dos posts é Paris. Apreciem a leitura e, ao fim dela, descubram quem é meu amigo-secreto.


::

Quando a gente larga nossa casa e vai pra um lugar completamente desconhecido, com uma lingua estranha, sem amigos nem conhecidos, sem saber absolutamente nada o que vai acontecer, tudo o que a gente espera é ter um pouco de sorte. Quando fui morar em outro pais pela primeira vez, era isso o que eu mais esperava: ter sorte na minha aventura. Fui morar em Brisbane, na Australia e la senti muitas vezes que a sorte não estava do meu lado. Demorei a conseguir um apartamento, cruzei com algumas pessoas detestaveis, custei pra encontrar um emprego e quando consegui, foi um que eu realmente nao gostava e que eu fazia super mal. E ainda ganhava pouco. Nao que minha estadia tenha sido ruim, mas foi cheia de obstaculos chatinhos.

Decidimos morar em Paris. As pessoas me perguntavam, "mas o que você vai fazer la?" e eu respondia que não fazia a menor ideia, vamos ver no que da. Vim sem um plano definido, sem lugar fixo pra ficar, sem emprego, sem nenhuma aula de francês e pouco dinheiro. De bagagem, trouxe uma mochila. E olhando pra tras, desde o dia em que botei os pés em Paris, eu so posso dizer uma coisa: tive uma puta sorte o tempo todo! Consegui emprego na primeira semana sem falar francês; demos sorte com apartamento, ja que o primo do cheri foi pro Canada bem na época em que chegamos; o cheri conseguiu passar nas provas super dificeis que ele tinha que fazer, sem ter tido as aulas, e aos poucos fomos nos instalando no nosso pedacinho de Paris que nos cabe. Depois eu consegui ser aceita no mestrado, e esse ano consegui uma bolsa. Antes de vir, fizemos uma lista das coisas que queriamos ter consquistado em 3 anos e ja ultrapassamos as expectativas.

Vim sem muita vontade, tinha descoberto que meu estilo de vida combina mais com uma cidade pequena, mas nao posso negar que Paris me recebeu de braços abertos e me deu tudo o que ela podia me dar. Nao fui eu que escolhi Paris, foi ela quem me escolheu desde o começo. As propostas de estudos e empregos vieram todas daqui e decidimos vir. As promessas nao foram falsas. Eu teria preferido alguma cidade do sul, mas sei que as coisas nao teriam dado tao certo.

Pra quem achava que todas as metropoles eram iguais, me surpreendi com o charme de Paris. Pra quem achava que ja tinha visto a torre tantas vezes em fotos que nao ia se impressionar, senti no meu peito um soco de êxtase quando olhei pra ela pela primeira vez (alias, a cada vez!). Pra quem achava que casa era o Rio de Janeiro, me vi com saudades do meu chatô de 23m² quando viajava. Pra quem achava que morar aqui durante tanto tempo fosse ser dificil demais, ja estou sofrendo por antecipação com a ideia de ir embora de vez.

O que Paris nao pode me dar, sao as pessoas que amo e que estao longe, mas eu juro que é so olhar a minha volta, ver a beleza inacreditavel dessa cidade, que eu me sinto melhor. Até me confortar, essa cidade me conforta, do jeitinho dela. Se for pra sentir saudade, que seja em Paris. Fica aqui a minha primeira declaração de amor por essa cidade que me acolheu tão bem. E a partir de agora fico mais tranquila em saber que, aconteça o que acontecer, We will always have Paris.



::

Agora, desculpem por quebrar a magia que o final do texto proporciona, mas queria anunciar que meu amigo-secreto é a, quase senhora, Aline Mariane (woo-hoo!). Então, migrem pro São Paulo - Paris - Dakar e esperem meu post a qualquer momento!

6 comentários:

Aline Mariane disse...

aaahhh, sou eu, sou eu!!!
(menina que se empolga em amigos secretos)

Thayz disse...

Eu realmente fiquei com vontade de morar em Paris depois desse post.
;~

Mariana disse...

Muito linda e sincera essa declaração de amor por Paris! Amanda abrindo o amigo-secreto-geek em alto estilo!!!
Vamos la Luci, agora a bola ta na tua mão, olha a responsa!!!!
bjuus!

Maíra disse...

Deve ser bom ter a sensacao q tudo da certo meio q sem querer. Aqui em Amsterdam eu tive q batalhar para conquistar cada coisinha q eu tenho hoje. Mas essa eh p mim a melhor sensacao do mundo.

Amanda disse...

Não, Maira, as coisas não cairam do céu pra mim não, eu batalhei muito também. So que onde eu precisei ter sorte, eu tive. Arranjei trabalho cedo pq procurei meses antes de chegar na França, so que geralmente nem fazendo isso se consegue um trabalho sem falar francês. Meu namorado passou na prova dele porque ele se matou de estudar durante um ano no Brasil. So que às vezes, mesmo se preparando tanto, as coisas não dão certo, o que não foi o meu caso.

Bel Butcher disse...

Excelente post! Muito bem. Eu fiz mu dever de casa! hehehe. Finalmente!

Talvez

Related Posts with Thumbnails