segunda-feira, 14 de junho de 2010

Argonauta da Europa Ocidental

Ainda lembro de ter ouvido em uma das aulas de Antropologia na universidade, la pelos idos de 2004, que um bom antropologo tira notas do seu objeto de estudo tão logo da de cara com ele: dessa forma, as primeiras impressões sobre o diferente ficam registradas. Como eu não sou uma boa antropologa (alias, eu não sou antropologa), não fiz o exercicio de registrar minhas impressões sobre o modo de vida francês e agora percebo que ja absorvi as diferenças culturais a ponto de não me impressionar mais com muita coisa. Mas apos meditar durante três dias e três noites, algumas sensações de outrora voltaram. Então, não é com orgulho que vos apresento a série: Do que é diferente.

2 comentários:

Glória Maria Vieira disse...

E como sempre: cheia de graça essa minha chefa! /fã UASHUAHSUAHSUHAUHSAUHSUHISH VAMOS QUE VAMOS! \o/
Tambores a postos!

Ana Flavia disse...

Manda vê!

Eu morei quase dois anos na Irlanda e não fiz o registro de nada, uma pena, que lá tinha tanta coisa interessante.

Bjoca

Talvez

Related Posts with Thumbnails