segunda-feira, 27 de junho de 2011

Glub Glub


Peixe um: "nossa, tive uma ideia genial"
Peixe dois: "nossa, deixa eu sair da banheira antes"

Tenho tanta besteira pra dizer que nao sei nem por onde começar. Mas como eu sei que meus leitores nao sao nada exigentes, do contrario, nao seriam meus leitores (viu como eu consigo diminuir todo mundo numa sentença soh?), eu vou começar pelo dia de hoje. 

Nos dois ultimos meses, praticamente parei de trabalhar pra ver se conseguia dar conta dos periodos de provas e recuperaçoes da faculdade. Mas isso coincidiu com o periodo em que a mae do guri do qual eu sou babah saiu da licença-maternidade. Entao, entrou em campo a avoh dos guris que deixou momentaneamente a sua casa em Paris e se instalou em Lyon durante os ultimos dois meses pra cuidar dos netos. Mas a faculdade acabou (pelo menos por enquanto) semana passada e, apos nove lindos dias de férias, esta babah que vos escreve estah de volta à ativa. Pro azar dela.

O esquema agora nao inclui somente cuidar do guri, agora eu tomo conta da monstrinha também. Pois é, Brazeel, o mundo da voltas. Eu havia jurado que nunca mais chegaria perto de Crazy Creuza, mas o que a gente nao faz por dinheiro amor? A pobrezinha, pro azar dos pais e pra minha sorte, nao tem vaga na creche, entao agora eu serei a babah dela. Das 8h da manha às 19h. 

Ai.

Antes de começar a trabalhar com ela, tive dois dias de... treinamento... dados pela experiente avoh. O objetivo era conhecer os habitos da guria antes de me ocupar dela. Foi uma experiência bem interessante. Mas com a avoh. A familia paterna da gurizada é portuguesa (por isso contrataram uma babah que fala português), o que nao impede que a lingua seja motivo de piada, pra mim. Acho curioso, por exemplo, quando ela fala "calcinhas" se referindo à calça. 

- Luciana, hoje faz calor, entao pode pôr uma calcinha no guri.
- Err... Ok... A senhora é que é a avoh.

Na primeira vez em que fui trocar a fralda da bebê, ela disse "ah, limpa bem o cuzinho dela, viu". Limpa o que, fera? Essa mulher pensa que soh porque ela colocou a palavra no diminutivo o peso dela se perdeu, foi? Cu é cu, pô. Seria como "ai, limpa o furiquinho dela, viu". Soa estranho. Mas beleza. O negocio é que hoje eu escutei ela dizendo à guria, que estava elétrica, com um super sorriso no rosto: "ai, mas você é uma pica russa mesmo, hein". Aih, eu choquei, né. Pensei, porra, essa mulher tem pego pesado com essa criança. Cu ainda vai, mas pica é foda! 

Cheguei em casa, corri pro dicionario e me impressionei com a quantidade de significados pra pica. Eu so conhecia um, pra vocês verem como eu sou inocente. Entao, com rigor cientifico, analisei cada expressao esperando por aquela que seria a mais adequada de ser dita por uma avoh à sua neta de oito meses. 

Pica: Camisola de lã. "Ai, mas você é mesmo uma camisola de lã russa!" Hmm... Nao serve.

Pica 2: Cada uma das peças delgadas que entram na construção da proa e da popa. Acho que nao.

Pica 3: Cigarro de haxixe. Como a véia é doida, eu nao me supreenderia que ela chamasse a neta de baseado. Mas nao.

Pica 4: Peixe teleósteo da família dos ciprinídeos, de água doce, muito comum em Portugal. Opa! Portugal! Pode ser isso, vamos tentar? "Netinha, você é um peixe teleosteo russo. Que, inclusive, é muito comum em Portugal". Viram? Ficou mais adequado chamar a menina de peixinho. Mas aih vem a quinta pica:

Pica 5Entusiasmo, vigor, vontade (ex.: estão cheios de pica para treinar). Voila! Mistério resolvido.  "Netinha você tem muito vigor... russo" Se for isso, eu concordo com a avoh, porque essa guria nao para quieta. Tipo assim, nenhum segundo. Inclusive, Amanda disse que era um barato cuidar de bebês porque eles dormiam o dia todo. Mas é claro que o bebê que eu cuido nao podia ser normal: a avoh ja disse que ela nao gosta de dormir. Hoje mesmo ela dormiu vinte minutos de manha (deu nem tempo d'eu sorrir) e, à tarde, uma hora, quando o irmao, bem mais velho, dorme três horas por dia.  

Hoje a avoh voltou pra Paris no meio da tarde e eu assumi sozinha o trabalho com as crianças. Fui pegar o moleque na creche, mas nao fomos ao parque porque o calor estava infernal e eu notei uma certa afliçao na cara da bebê. Me debrucei sobre o carrinho, olhei bem nos olhos dela e perguntei, meu amor, o que esses olhos querem me dizer? "Me tira daqui, vaca". 

Voltei pra casa com os dois e preparei o banho deles na banheira. Aguinha morna, brinquedinhos boiando... Joguei os dois la dentro e sai passando sabao em tudo que se mexia. Eu suava BICAS. O guri pediu pra sair. Enxuguei ele, pus sua fralda e, quando olhei pra banheira pra ver se a guria ainda tava viva, vi que a agua estava preta: quilos de cocô boiando junto com a menina e os brinquedos. Véi, eu fechei os olhos, respirei profundamente e cantei uma cançao. Era isso ou ia fazer aquele menina tomar aquela agua. Aih, né, pesquei a guria do meio da bosta toda, dei um banho de ducha na pica russa e vim pra casa. Mas amanha tem mais. E depois e depois e depois.

21 comentários:

Isabela disse...

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
Passando mal de rir
ô, lucileide, minha filha, sei nem o que dizer...
(sei sim: crazy creuza, brigada por fazer valer um post desse e, sim, por fazer valer os muitos que virão!!!)

Drixz disse...

kkkkkkkkkkk! Faz tempo que eu não dou umas risadas gostosas dessa. Eu imagino vc olhando para aquele coco.

PS: eu não sou mesmo exigente, não posso cobrar nada de quem tbm lê o meu blog. ;)

Luciana Nepomuceno disse...

Com a auto-estima arrastando no chão e pisando na sua (pelo jeito) eu mais e mais e mais um vez rolei de rir. nem sei dizer do que gostei mais: dos termos portugueses (agora imagine paquerar com dois que nem eu), do banho com cocô ou dos olhos amorosos da guria...tudo lindo!

Amanda disse...

Ai como eu miacabo de rir por aqui! Pelo jeito vão ter muitas historias da crazy creuza pela frente, que maravilha! Mas e o guri, ja vai pra escola?

Mariana disse...

Luci, Luci, Luci!!! post de retorno em grande estilo! Mas so vc mesmo né mulé para tirar a criança mais velha da banheira primeiro! ô criatura, o diabinho mais endiabrado e com menos noção tem sempre que vir primeiro! E a pica russa não soltou nem uns peidinhos avisando o que vinha pela frente? Pelo jeito a rapadura não é mole mesmo! Mas aqui em casa eu tenho uma beeeem assim: nunce dormiu muito, adora gritar e cantar bem alto, pular, rolar, se jogar e meter o dedo entre as grades do ventilador. Ja deixo a primeira dica: fica amiguinha da criaturinha porque bater de frente pode acabar piorando a sua situação. E continua contando tudo pra gente porque a gente se diverte muito com as tuas aventuras!!!

S. disse...

a rapadura é doce mas é dura, né? rsrsrsrsr.

José Fernando disse...

Luci, você é muito engraçada.

monga disse...

uma palavra: eca.

Palavras Vagabundas disse...

Rindo muito,kkk.... desculpa!
Ninguém merece um banho de merda, ainda bem que o irmão já estava fora. Os putos (crianças em Portugal) ainda vão te deixar de cabelo branco.
bjs
JUssara

Iara disse...

Morri de rir com o banho de merda, sua doida! =D Mas falando sério, boa sorte, hein?

Rita disse...

hahahaha

Adoro posts com finais apoteóticos, esse foi demais.

Beijos,

Rita

Mari Biddle disse...

Como vc administra 2 crianças na banheira? NINJA!

Carol Nogueira disse...

Luci, eu não aguento você! Você é muito engraçada! Você é a solução pra todos os problemas do mundo, meu. :o) Um beijo bem grandão, agradicida por essa fou de rire.

Rosa Lopes disse...

Duas coisas, saudades dos portugas e vc precisa de mais dicas.
Aprender na tora e com filho dos outros vai te deixar traumatizada.
Agora olha presta atenção não vai dar uma de sabida chamando o menino de puto quando estiver puta da vida e fazer o feminino da palavra na mesma situação pra menina achando que disfarça não tá? Puta é puta em todo lugar amiga, mas manda no rapariga que tá seguro.
Tadinha da bb, vc não teria coragem de fazer isso com ela não, né? Não, é melhor incrementar o repertório de canções. Definitivamente.
Bj

Suzana Elvas disse...

Hahahahahahahahahahahahahahahaha!
Tô.cum.asma.

Simone Westerduin disse...

Lucy pois aqui, acabei de me cagar de rir! ahahahhaha

Alias, hoje estava fazendo uma entrevista por telefone e a entrevistadora falou: Mas você sabe que a vaga é pra quem fala portugues brasileiro né? Opa lógico! Ah porque já tivemos muitos problemas colocando portugueses de Portugal pro atendimento. ENTENDI TUDO AGORA! ahahhahahahah

Bel Butcher disse...

Cara, como assim eu fiquei tanto tempo sem passar por aqui?? Louca, eu.
Ainda bem que voltei.
saudades de rir com(de) você
bjs

Eliana disse...

Ah, todo dia vc vai ter que postar como foi o seu dia, cara! Porque vai ter muita coisa hilária para contar! HAHAHAHAHAH

Caso me esqueçam disse...

amanda: que nada, ele tem dois anos soh. ja dou graças a deus que vah pra creche!

mari: na verdade, a avoh aconselhou que eu tirasse mesmo a bebê primeiro, ela disse que a guria ficava quietinha ao pé da porta e que assim eu poderia me ocupar do guri, mas nesse dia, ele insistiu pra sair da banheira e ja tava a ponto de pular dela, entao, eu nao tive muita escolha. e, infelizmente (?), eu nao vi/escutei nenhum peidinho :(

mari b: nêga, acho que sao eles que me administram, pelo visto :(

rosa: naaaao! eu tenho me controlado nos meus palavroes, digo mais nada. o guri repete tudo o que eu digo! "menino, vai calçar o sapato" - "calçah apato!". dai se ele repete meus palavroes… ui!

eliana: pois eh, digamos que ontem ela cagou DE NOVO na banheira. safada. tou lascada.

::

que bom que voces curtiram o post! isso me deixa muito feliz! muito muito! obrigada por me dizerem isso, eh muito estimulante! :)

Glória Maria Vieira disse...

MENTIRA, NÉ CHEFA?!
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Ô picazinha de merda! AUSHUSHAUHSAUHSUAHSUHAHSAH /literalmente.

Essa menina é endiabrada mesmo, viu?! OREMOS POR VOCÊ, LUCITA!

Sardenta disse...

cara, tu não matou a menina ainda? tu é uma santa, hein

Talvez

Related Posts with Thumbnails