sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Um post trivial

Semana passada, conclui o estagio intensivo de inglês na faculdade. Se tudo der certo, posso dizer que essa foi minha ultima semana na faculdade como graduanda. O curso, apesar de cansativo, foi interessante. A professora praticamente nao ensinou nada de gramatica, mas nos estimulou bastante para que conversassemos em inglês com os colegas do lado. Claro que ninguém respeitava a regra e todo mundo conversava em francês mesmo. Quando a professora notava, ela reforçava o pedido para que as pessoas falassem em inglês. Toda vez que isso acontecia, tudo o que eu conseguia ouvir ao meu redor, era um dialeto esquisito e incompreensivel: franceses extremamente convencidos de que sabem falar inglês. Eu nao saberia reproduzir a forma deles falarem, mas é mais ou menos assim. Lindo.

O tema do dia era "trivia". Como ninguém sabia do que se tratava, a professora explicou que trivia é uma informaçao... trivial, algo curioso, mas sem importância. "O elefante nao consegue pular", por exemplo. Eu sentei na frente de duas meninas que eram amigas e que falavam pelos cotovelos. Uma delas, além da deficiência no inglês, era, digamos assim, tapada mentalmente lenta. 

- O que é uma trivia?
- Uma informaçao curiosa, mas sem importância.
- ???
- Olha, peguei uns exemplos nesse site e...
- Aaaah, trivia é um site! :D
- Nao. Burra. Trivia é um fato, uma curiosidade insignificante sobre algo ou alguém.
- Ah, entendi! 

Entao, ela se vira pra amiga e diz gritando:

- Tu é uma trivia! Hahahahaha Trivia! Trivia!

Aff.

Quanto mais eu explicava, mais a menina ficava confusa. A amiga dela ja tinha desistido. Buda ja teria dado um tapa. Mas eu sou uma pessoa iluminada, altruista e queria fazer com que ela entendesse o que era uma trivia porque iamos fazer um trabalho juntas porque eu queria que ela voltasse pra casa mais preparada pra continuar o estagio. 

Hora de fazer o trabalho: "pergunte ao seu colega se ele conhece alguma trivia". Ela me perguntou e eu dei o exemplo do elefante. Eu:

- E tu, conhece alguma trivia? 
- Conheço: "as pessoas que bebem café, fumam". 
- Err... eu nao acho que iss... (suspiro). Ah, deixa pra la...
- :D

Como eu sou sortuda, a professora perguntou pra mim um exemplo de trivia. Eu, nervosa, acabei lendo a "trivia" da songa-monga colega e a professora, claro, disse que eu tava errada. Toin! Mas até aih, tudo bem. Tenso mesmo foi quando a gente teve que fazer uma pequena entrevista entre a gente em inglês sobre nossos idolos. Eu, mais uma vez:

- Quem é seu idolo e por que?
- Zhsyeru ggsemgj iss Fulana de Tal badshsa zeahqqb euutt caersshh shtee xaiisetion!
- ...
- ...
- Eh o que, homi?

Aih ela repetiu a frase do mesmo jeito, so que cinco vezes mais alto. No dia seguinte, claro, procurei sentar ao lado de outra pessoa. Encontrei uma argelina bastante simpatica, da minha idade. Na condiçao de estrangeiras, a gente tinha muita coisa em comum e conversamos como se nos conhecessemos ha anos. Quando ela soube que eu era babah, fez um monte de perguntas sobre meu trabalho e perguntou se eu estava interessada em cuidar da filha dela. Como era justamente nos dias em que eu nao trabalho com os guris, disse que, por mim, nao haveria problema. Eu so nao esperava que...

- Tu toma conta de quantas crianças?
- Duas.
- Tu ganha quanto?
- O salario minimo: 7€ por hora.
- Isso da 3,5€ por criança...
- Eh...
- Humm, que legal. Entao, na sexta-feira tudo pode de que horas?

Peraih, oi? Sera que ela ta pensando que eu vou cuidar da filhota dela por três euros e cinquenta centavos por... hora? Nem se eu fosse uma pessoa iluminada e altruista. Mas deixei a conversa seguir para confirmar minha desconfiança sem precisar perguntar diretamente a ela o que ela estava pensando. Mas ela acabou desistindo da ideia quando soube que eu nao poderia cuidar da menina na minha casa. 

Feliz por ter concluido o estagio. 


17 comentários:

Luana disse...

Cara, nao eh so ai! Aqui na Bélgica, na Walonia, povo juuuuuuraaaa que fala bem inglês... E sai com umas frases piores do que as minhas falando holandês...

Alias, na minha aula de Flemish tem umas pessoas com algum retardamento mental, so pode!

A proferrosa ta la: Tres em flemish eh DRIE (DRIE mesmo, como se le em Portugues)

Pessoa tapada - Breugh

Professora: Naaao... DRIE

Pessoa tapada: entao, boing!

E por ai vai... Me lembra aquele video do Joey falando Frances.. risos... http://www.youtube.com/watch?v=DqwzvtjeYBQ

Bom final de semana!

Vanessa Peres disse...

Eeeei, tu saiu do Facebook?

Eliana disse...

You are the best! Congratulations!!!! hahaha

caso.me.esquecam disse...

luana: hahahaha exato! eh assim mesmo! pior que a menina fazia uma cara de "o problema eh com voce" cada vez que eu pedia pra ela repetir a merda da resposta dela.

vanessa: fooooi! sai ontem! tava sem saco, vei. alias, nao sei se tu visse um link que amanda postou (pelo menos no twitter, nao sei se postou no FB) falando sobre como ter uma vida mais simples. foi o empurrao que faltava pra eu me livrar do FB. ele me ocupava muito, apesar dos meus esforcos. eu volto um dia, eu acho, sei nao, mas por enquanto, vou me forcar a nao ficar procurando coisa na net pra perder tempo :/

eliana: mamae tambem acha :D

Anônimo disse...

Você poderia compartilhar o link desse post? Fiquei interessada :-)

Lud disse...

E parece que os franceses acham muito chique falar inglês, né? Lembrei deste vídeo:
http://normanfaitdesvideos.com/2011/02/11/les-bilingues/
Eu não entendo tudo que o Norman fala, mas entendo o suficiente pra achar engraçado =D.

Vanessa Peres disse...

Ai, Luciana, o Face acaba com o meu tempo tb. Mas como entrar em contato contigo se um dia eu ficar alguns dias em Lyon?
Torça pra que eu consiga tb ter a tua coragem :)

Beijos

Helena disse...

O pior disso tudo, Luci, é que a gente que mora aí fica falando inglês que nem os franceses! :O heheheh
Meu professor de inglês, que é irlandês, vive me dizendo que eu tenho um "french accent" :( e olha que eu falava bem inglês, modéstia à parte... foi tudo pelo ralo.

Quanto ao face, saí ano passado e até hoje não tive saudade nem vontade de voltar. Tá, mentira, senti saudade só de uma coisa: lembrar datas de aniversários.

Beso

Mariana disse...

hahahha - viva o fim do estagio! aula de linguas é sempre um experimento antropologico... na minha aula de lingua de sinais eu vejo cada uma também!!! Da uma vontade louca as vezes de dar na cabeça da anta e dizer "não anta! não!!!". Mas claaaro que eu respiro bem fundo e so gargalho por dentro!
Esse negocio de ter coleguinhas de graduação de 18 aninhos tem disso! eu ainda tenho três semestres de alugação na P8... afff!!!
Feliz fim de graduação Luci!!!

Mariana disse...

Pooooo... volta pro facebook mulher!!!

caso.me.esquecam disse...

anônimo: oi?

vanessa: oxe, facilimo: se quiser vir pra lyon é soh me escrever por aqui (os comentarios chegam por email) ou escrever um email diretamente: luciana.map@gmail.com - cade a senhorita, oops, senhora, no twitter?

helena: eu nem devia criticar, porque quem me vê tirando onda dos franceses deve pensar que eu falo lindo ingles - e se tu escutasse… hahahaha ridjiculo.

mari: talvez, talvez, mas 24h sem FB ja me fez um bem! queria ter coragem de deletar o tt, mas vamos com calma: um suicidio de cada vez. mas tt ainda me eh util, me mantem minimamente informada, nao posso deixar agora.

Helena disse...

Ah, a crítica é de brincadeira, eu também não posso debochar, aliás, ninguém pode. O sotaque é uma característica, não um defeito. Eu acho super bonitinho eles falando "épi auer" pra happy hour :P

Isabela Mena disse...

ahhhh, lucileide, vc colocou um agazinho ali, no babah, pra não parecer baba, néam?
e que porra de conta essa argelina fez? diz pra ela que não existe mais escravidão no Brasil, tá? (tem lunático em tudo o que é lado, nossa).
preciso do seu email pra te contar o babado do carimbo, já que vc saiu do fb :-(
vou pedir pra amanda!
bjs

caso.me.esqueçam disse...

helena: ééé! "épi auer" eh um exemplo otimo hahaha eu soh tinha "ari poter" na cabeça :)

isa: meu email ta aqui no blog (na parte "caso me escrevam). mas pra senhorita eu facilito (viu como eu sou lecau?): luciana.map@gmail.com (carimboooo!) vou carimbar até a buc.. boca! 8)

Wilqui Dias disse...

TB senti sua falta no FB, mas entendo demais vc.
bjs..
haaa sobre o post....
vc nao estudou ainda com asiaticos?
no alfabeto desse povo nao existe R...dificil demais se comunicar com eles, parece todos irmaos gemeos do cebolinha, trocam o r pelo L...VC TEM QUE TRADUZIR, afff Maria tö sofrendo pra nao aprender errado, juro!!
Se nao já já to falando Blasil, tem bandeila, velde, azul, blanco, e amalelo...ainnnnnnnnn eu mereco?????
parece que sim somos 9 na minha sala 8 sao asiáticos!!! bjs

Anônimo disse...

Oi!

Quando disse link, me referia ao que você mencionou sobre como ter uma vida mais simples, e que a motivou a sair do Facebook.

caso.me.esquecam disse...

wilqui: ja estudei com eles sim, era tao engracado! a gente ate se comunicava, mas nao era atraves das palavras nao, era tudo na mimica mesmo, porque quando a gente se falava eu tinha a impressao de que eles trocavam o R pelo L. e o F pelo J, e o S pelo B, e o A pelo M... ;P

anonimo: opa, faltou esse pequeno detalhe! ;)
la vai:

http://www.lacucinetta.com.br/2012/01/uma-nao-muito-breve-explicacao.html

o/

Talvez

Related Posts with Thumbnails